Erótico Enrustido: Dezembro 2008

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Chuva! Chuva! Chuva!

É cambada... hoje o sol apareceu um pouquinho.
Mas olha a chuva do dia 25.
Será que Papai Noel tinha canoa pra ir pra casa?



(Fiz esse vídeo da casa da minha vó, que é quase minha vizinha!)

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Sobre o Natal

E aí gente?
Como foi o Natal de vocês?

O meu foi mais ou menos assim, ó:



Ops!


Seria Papai Noel meio gay?


Bate que eu gosto!


Fui uma boa menina esse ano e não ganhei o que pedi.
Será que ganho antes do fim do ano?
Será? Será?

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Citação

"...posso dizer que a violência de certas faltas me trouxe a delicadeza que cultivo em lágrimas."

É por este e tantos outros motivos que gosto dessa Pequena.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

De volta!

Pessoas,

Estou de volta.
Está tudo bem. Agora estou aguardando o resultado dos exames que sairão ainda essa semana.
Prometo não sumir mais (não por este motivo).

Obrigada aos queridos de sempre!

Um beijo,
L.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Comunicando o pré-sumiço!

Pessoas,
Ficarei ausente por um tempinho pelo seguinte motivo: não terei como postar no hospital!
Precisarei ficar internada por alguns dias, sem prazo de alta. Não sei ao certo quanto tempo ficarei aqui. Vai depender do resultado dos exames.
Mas... tudo dará certo. Eu sei disso.
Se alguém aparecer com um lapistopis por aqui eu prometo mandar notícias.
Um beijo,
L.

P.S - Tá tocando "IF I AINT GOT YOU" da Alicia Keys na rádio. Dói escutar essa música. Dói muito.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Atualizando

Amanhã farei uns exames médicos chatos.Muito chatos.
Torçam para que não seja nada.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Nunca me senti tão sozinha em toda a minha vida!

É disso que preciso!

When A Man Loves A Woman

When a man loves a woman
Can't keep his mind on nothin' else
He'd trade the world
For a good thing he's found
If she is bad, he can't see it
She can do no wrong
He turns his back on his best friend If he puts her down

Yes, When a man loves a woman
Spend his very last dime
Trying to hold on to what he needs
He'd give up all of his comforts
And sleep out in the rain
If she said that's the way
It´s gotta be

Well this man loves the woman
(yes I do)
I give everything I have
Trying to hold on to her kind of love
Why if can she treat me bad?

When a man loves a woman
I´ve talked about it down deep in the soul
She can bring him such misery
If she´s playing him for a fool
He's the very last one to know
Loving eyes can never see

Yes when a man loves a woman
Oh, he spends his very last dime
Trying to hold on to what he needs
He'd give up all of his comforts
Oh, that fool sleeps out in the rain
If she said that's the way
It´s gotta be

I need it down deep in the soul

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Sexta feira e não é 13!

Hoje, fiz o que o passarinho me recomendou na terça desta semana: acordei mais cedo do que o normal e tomei um banho mega cheiroso. Só que a água estava muuuito quente e acho que cheguei a queimar meu couro cabeludo (ô, exagero!).
Passarinho disse que faria bem. Eu tenho fé no que passarinho disse.

Como eu já disse pra alguns aqui, sexta-feira era o dia em que começávamos o final de semana juntos. Íamos juntos pro trabalho (já que trabalhamos a uma quadra de distância um do outro) e voltávamos juntos e ficávamos assim por todo o final de semana. Juntos.

Então... o final de semana é momento mais difícil da semana.
São 3 dias torturantes!

E hoje, apesar do banho gostosinho, já chorei! Chorei porque liguei para um amigo da época da escola dele (motivo: aniversário!) e tanto esse amigo quanto a esposa ficaram perplexos e comentaram o que eu escuto de todos: "Meu Deus, mas vocês eram perfeitos! Um casal lindo!"
Não queria ter comentado nada, mas ele me chamaram pra um restaurantezinho, e eu neguei. Disse que não me sentiria a vontade no mesmo ambiente que ele. E além do mais, o cara é amigo dele há anos luz. Portanto quem tem que ir nessa festa é o ex e não eu.
Queria muito ir com ele!
Mais uma vez a cabeça vai looonge nas ilusões e fico imaginando ele voltando pra mim hoje e amanhã a gente estaria liiindos nesta comemoraçãozinha.

Mas são ilusões e não quero vive-las.
Quero o amor dele. Sentir meu peito quentinho...

Mas a sexta não terminou.
Quem sabe até o final do dia coisas boas não aconteçam?

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Notícias!

Obrigada a todas as pessoas fofas que deixaram comentários aqui ontem. Tive que jogar o pen drive fora. Pifou! Digitei tooooodo o trabalho de novo. Estou exausta!

Mas o agradecimento não é só por ontem,né?
Vocês tem sido muito fofos há dias!
Se eu "me lesse"diariamente acho que já tinha caído fora daqui. Acho não, tenho certeza! rsrsrs

Essa fase triste vai passar!Um dia. Mas vai passar.

Peço desculpas pelas chatices das duas últimas semanas, e já pelas que virão.

A tendência é melhorar como disse o passarinho na terça.

Obrigada de novo, gente!

Um beijo bem grandão na bochecha de cada um de vocês!
Respirando....
....
....
....
....
....
Respirando....
....
....
....
....

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Tragédia

Ontem passei a madrugada fazendo um trabalho final para a faculdade. Um saco!
Uma matéria super importante que tive que pedir de joelhos para a professora me aceitar pois não tinha mais vaga. (É... faculdade federal super zoneada!)
Pois então, este trabalho foi passado na semana anterior ao término do meu noivado, e desde então não tinha como fazê-lo pois nada saía da minha cabeça por papel.
Ontem peguei firme e escrevi mais de 80% dele e fiquei de termina-lo agora na hora do almoço aqui no trabalho.
Quando abro meu pen drive o que descubro? O trablalho todo, mais de 30 páginas, não abre de jeito nenhum! Não sei o que aconteceu. Não faço idéia. Já testei em várias máquinas e nada.
Todas as vezes que acontecia coisas desse gênero o Hômi me salvava. Sempre!

E agora? Quem vai me salvar? Não tenho como reescreve-lo. E já liguei pra professora relatando o ocorrido e ela quase disse "Se vira, mané!"

Meu Deus. Nem sei o que faço!

(Ainda)Dá série: Coisas engraçadas da Vida!

Eu apresentei a Julia Nunes pra ELE.
Ele gostou.
Por eu gostar e me viciar - instantaneamente - nela, ele tocava no violão e cantava LINDAMENTE a música aí em baixo:



Olhava pra mim e cantava, e fazia beicinho - eu ficava admirando - as vezes, ELE parava e pedia pra eu cantar junto, e outras vezes cantava até o final e reclamava que eu não cantava com ele. ELE fazia isso olhando pra mim. Nos meus olhos.
Um dia de manhã, indo pro trabalho, ele tira o celular do bolso e me mostra que tinha convertido o videozinho aí de cima só pra ficar escutando e vendo o clipzinho o dia todo.

...
...
...
(droga, já estou odiando chorar toda hora!)
...
...
...

Por que raios estou "querendo" lembrar dessas coisas?

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Da série: Coisas engraçadas da vida!

Um pouco antes DELE me deixar, perguntei, numa conversa super informal dentro do ônibus, se ele já tinha escutado essa música do Skank que está aí embaixo (fiz até questão de copiar a letra pra vocês entenderem o meu sofrimento!), ELE fez cara de conteúdo, eu cantarolei o refrão e ELE disse que a música era muito chata. Eu, ignorando esses comentários - contra a música-pop-brasileira - DELE, disse que estava amando a música, que adorava o backing que da Negra Li, etc, etc.

Agora veja só:


Ainda Gosto Dela- Skank

Hoje acordei sem lembrar
Se vivi ou se sonhei
Você aqui nesse lugar
Que eu ainda não deixei

Vou ficar?
Quanto tempo
Vou esperar
E eu não sei o que vou fazer não

Nem precisei revelar
Sua foto não tirei
Como tirei pra dançar
Alguém que avistei

Tempo atrás
Esse tempo está
Lá trás
E eu não tenho mais o que fazer, não

Ainda vejo o luar
Refletido na areia
Aqui na frente desse mar
Sua boca eu beijei

Vou ficar
Só com ela eu
Quis ficar
E agora ela me deixou

Eu ainda gosto dela
Mas ela já não gosta tanto assim
A porta ainda está aberta
Mas da janela já não entra luz

E eu ainda penso nela
Mas ela já não pensa mais em mim
Eu vou deixar a porta aberta
Pra que ela entre e traga a sua luz

Pergunta para reflexão da madrugada: Podia eu saber que essa música que faria tanto mal?

E nessa....

... brincadeira toda: menos 2 quilos.

Acontecimentos

Não aguento mais chorar, gente! Tô pior que Maria do Bairro!

Ontem a tarde ELE me ligou. Perguntou se estava melhor, se estava comendo...
Na boa: como ELE queria que eu estivesse?! E que interesse é esse em saber se estou bem? Por que ELE quer saber se eu morri ou tô viva?!?
Perguntou também o que eu farei com nossos filhos e disse que precisava de uma casinha que estava comigo. Foi um papo meio vago - interesse dele- mas que doeu horrores!
Escutar a voz dele foi doloroso demais!
Nem preciso dizer que fiquei mal,né?

A noite fui à um lugar muuuuito legal com minha ex cunhada (ex do meu irmão,tá?). Me senti mais leve. Ótimo ambiente, pessoas legais.
Cheguei em casa passava da meia-noite. Plena segunda-feira, vê se pode?! rsrs

Aí... aí... Pra piorar todas as coisas boas que estava pensando hoje pela manhã, quem eu vejo parado no sinal esperando ele abrir?!?
O carro do amor! O carro com o meu - nosso! - Snoopy! O carro azul! O carro que ele comprou pensando: - "Vou levar esse por causa da cor. A Mulé vai adorar!" O carro que fizemos várias coisas gostosinhas, fomos pra vários lugares legais... Ai, como dói!
E a princípio achei que fosse só o ex sogro com a ex sogra, mas eis que surge lindo e moreno saindo do banco de trás e indo pro banco do carona... Sim, ELE!
Bastou!!! Meu mundo mais uma vez desabou (tudo bem, que eu nem levantei nada para que fosse derrubado!).
Fui MAL PRA CARALHO pro trabalho. Muito mal. Chorei mais e mais.

Mas.... agora a tardinha um passarinho me soprou no ouvido coisas gostosinhas de se ouvir... coisas que estou precisando para ficar melhor...
O passarinho me fez um bem. Ô se fez...

E estou até agora com a voz e com a energia - mais que - positiva do passarinho em minha cabeça!! Por enquanto está me fazendo um bem que não sentia há dias.

Obrigada cumadi, você é ex do meu irmão, mas eterna pra mim!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Lamentações do final de semana!

Nossa, este final de semana foi péssimo.

A "presença da ausência" dele foi muuuuito forte.
Tudo que eu olhava na TV, ou na internet eu lembrava dele. Vi dois documentários passando na TV que eu tive vontade de ligar pra ele e dizer (como sempre fazíamos) : -"Amorzinho, coloca no canal tal, tá passando um negócio que você vai gostar!".
Era o que fazíamos sempre. Lembrávamos um do outro sempre. Assim era perfeito. Perfeito pra mim,né?
Sai com uns amigos durante toda a semana para tentar refrescar a mente e em todas as vezes me senti um lixo. Teve até momentos que pensei: "Meu Deus, o Hômi vai brigar comigo por estar aqui."
Pior foi no sábado que sai sem rumo e horas depois fui me dar conta que estava muuuuuito longe de casa, num lugar super barra pesada. Fui sem querer.... quase como se uma "força maior" estivesse me guiando.
Sobre comida então... nem se fala. Estou me alimentando super mal. Não faço refeições completas, e quase sempre elas são únicas. Daqui a pouco estarei doente.

A presença dele ainda é muito forte na minha vida.

Não há nada que eu faça que não lembre ele. Até o sabonete que costumo tomar banho me lembra ele (pois ele dizia que gostava do cheiro e que quando saía do chuveiro da casa dele, toda a casa ficava cheirando ao meu sabonete).
São coisas bobas. Bobas mesmo. E eu JURO que não fico tentando lembra-las e/ou ficar me martirizando... são lembranças naturais.
É horrível abrir a gaveta de calcinha mais de uma vez ao dia e ver cuecas dele dobradinhas, cheirosinhas, lavadas por ele!!!!

É uma dor que não tem tamanho.
E cada vez que tomo uma atitude para esquece-lo, me machuco!
Me machuco pois não quero tira-lo de dentro de mim - mesmo sabendo que eu preciso fazer isso - e por trair meus princípios.

Eu queria acordar amanhã e ter apenas uma boa lembrança do que ele representou na minha vida.
Ou melhor: quero acordar amanhã com uma ligação dele confessando que ele fez merda e que me quer de novo na vida dele.

Porra, como dói!

Vai Papai do Céu.... faz passar essa dor, faz?