Erótico Enrustido: Tragédia

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Tragédia

Ontem passei a madrugada fazendo um trabalho final para a faculdade. Um saco!
Uma matéria super importante que tive que pedir de joelhos para a professora me aceitar pois não tinha mais vaga. (É... faculdade federal super zoneada!)
Pois então, este trabalho foi passado na semana anterior ao término do meu noivado, e desde então não tinha como fazê-lo pois nada saía da minha cabeça por papel.
Ontem peguei firme e escrevi mais de 80% dele e fiquei de termina-lo agora na hora do almoço aqui no trabalho.
Quando abro meu pen drive o que descubro? O trablalho todo, mais de 30 páginas, não abre de jeito nenhum! Não sei o que aconteceu. Não faço idéia. Já testei em várias máquinas e nada.
Todas as vezes que acontecia coisas desse gênero o Hômi me salvava. Sempre!

E agora? Quem vai me salvar? Não tenho como reescreve-lo. E já liguei pra professora relatando o ocorrido e ela quase disse "Se vira, mané!"

Meu Deus. Nem sei o que faço!

8 comentários:

o casalqseama* disse...

putz! :O
o trabalho é pra hoje? vc só o salvou no pen-drive?

Afrodite disse...

Eu pouco(nada) entendo desse tipo de problema...será que vc esqueceu de desbloquear o pen drive?Ás vezes eu faço isso com o meu...
Boa sorte!
Bjo!

casinhadobob disse...

Abre os outros arquivos?

Bem Resolvida disse...

ele so ta no pen drive mulé?
te aconselho a levar teu pen drive pra alguém que entende dessas coisas ver se salva o arquivo...
bjs!

Agrilla disse...

tem ctz que é o mesmo word?
se quiser majnda pro meu email, que posso ver.

Sentimental ♥ disse...

tenta abrir como documento de texto, aquele bom e velho txt q tem abaixo do paint em acessórios. ele deve ter corrompido como word, daí no txt abre, mas vai ter q formatar de novo.
beijos

Sentimental ♥ disse...

ah, ou clica com o botão direito sobre o arquivo e pede pra abrir como internet.
bj

O Profeta disse...

Este Mar que beija a Ilha
Traz de longe sonhos perdidos
Adormece na areia e deixa
Na espuma mil e um segredos

Meus sonhos são estrelas que semeio no espaço
São corpo nu que vagueia pela saudade
Brotam e correm para o Mar
Enfrentam a dor a tempestade


Boa semana


Mágico beijo